Canadá anuncia ações para promover a igualdade de gênero no país

23 de Maio de 2019

Rede Mulher Florestal foi uma das vozes brasileiras no Foro das Nações Unidas sobre Florestas

O governo canadense anunciou recentemente que o Serviço Florestal daquele país está transformando intenções em realidade quando o tema é igualdade de gênero no setor florestal. Durante o 14° Foro das Nações Unidas sobre Florestas (UNFF, sigla em inglês para United Nations Forum on Forests), realizado em Nova Iorque, em maio, Maureen Whelan, gerente de Assuntos Internacionais do Serviço Florestal Canadense, citou que o setor no Canadá é dominado por homens e que há a preocupação em promover a igualdade de gênero por lá. Para isso, serão investidos 250 milhões de dólares para ações, entre elas a criação de um departamento para as mulheres e igualdade de gênero.

O anúncio foi acompanhado de perto pela presidente da Rede Mulher Florestal, Fernanda Rodrigues, que integra o Grupo Principal de Mulheres da UNFF, do qual a representante principal é Cècile Ndjebet, da Rede Africana de Mulheres para Gestão Comunitária de Florestas (REFACOF). No evento nos Estados Unidos, Fernanda participou de um painel na programação oficial para discutir a contribuição da sociedade para a implementação do Plano Estratégico das Nações Unidas para as Florestas para 2030 (UNSPF, sigla em inglês).

“Pude contar um pouco da história da Rede, além do plano de ação que está sendo elaborado pelo Grupo de Mulheres da UNFF. Esse painel se tornou ainda mais relevante dentro do contexto da necessidade de comunicar melhor a importância das florestas e do manejo florestal responsável. Reconhecendo essa importância, o governo da Alemanha anunciou suporte financeiro para apoio às atividades dos Grupos Principais”, afirmou a presidente da Rede Mulher Florestal.

UNFF

O Foro das Nações Unidas sobre Florestas foi criado em 2000 e reúne Estados membros, organizações intergovernamentais e os representantes da sociedade civil, os chamados Grupos Principais (ou Major Groups, do inglês). Definidos no contexto da Agenda 21, são nove os Grupos Principais que têm representação no UNFF: Negócios e Indústria; Jovens e Crianças; Agricultores; Povos Indígenas; Organizações Não Governamentais (ONGs), Autoridades locais, Comunidade Científica e Tecnológica, Trabalhadores e Sindicatos e, Mulheres.

Rede Mulher Florestal

A Rede Mulher Florestal, associação não governamental, sem fins lucrativos ou vinculação partidária, atua para que mulheres e homens que possuam ligação com o setor florestal brasileiro tenham seu primeiro contato, ampliem, promovam e compartilhem seu conhecimento sobre o tema gênero no setor florestal.

Podem participar da associação pessoas físicas e jurídicas, atuantes no setor florestal, com ou sem fins lucrativos, que se comprometam a cumprir os objetivos da organização, respeitando o estatuto da Rede.  Entre os objetivos da Rede está o de promover o respeito à diversidade e à igualdade de oportunidades nesse segmento.

Por Interact Comunicação para Rede Mulher Florestal
Foto crédito: Rede Mulher Florestal

 

Compartilhe
Voltar para Notícias

Cadastre seu email e receba nossa newsletter