CAU lança campanha pela contratação de arquitetos

11 de dezembro de 2017


Ação marca o dia do arquiteto, 15 de dezembro

O Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU/BR) lançou uma campanha em comemoração ao Dia do Arquiteto – 15 de dezembro – que mostra cinco razões para a contratação desse profissional na hora de construir e reformar. As artes foram criadas pelos gêmeos cartunistas Paulo e Chico Caruso.

No site do conselho é possível encontrar um serviço que orienta a busca por um profissional habilitado no Brasil Ache um arquiteto e Urbanista. Ao todo, são 172348 arquitetos cadastrados.

 

Confira as 5 razões:

  1. PLANEJAMENTO

É no planejamento que tudo começa. Nesta etapa o arquiteto e urbanista precisa entender tudo que o cliente quer e necessita, como segurança, beleza ou economia. Em seguida o arquiteto desenvolve o projeto, representação gráfica com todas as dimensões e características de sua ideia. É também no planejamento que se prevê toda coordenação do trabalho, o gerenciamento e a contratação da mão de obra necessária, a estimativa de gastos com materiais, orçamentos e um cronograma detalhado de todas as etapas da obra até sua conclusão.

 

  1. SEGURANÇA

Em Arquitetura, segurança é fundamental. É preciso proteger a obra, os trabalhadores e também o bolso do cliente. Segurança decorre de um bom projeto e de uma obra bem planejada e executada. Significa atender às exigências dos órgãos de fiscalização e executar o trabalho com um profissional legalmente habilitado. A responsabilidade técnica dos serviços deverá estar registrada pelo seu autor perante o Conselho de Arquitetura e Urbanismo, garantindo segurança técnica, jurídica e patrimonial ao cliente e ao imóvel.

  1. ECONOMIA

Não é raro ouvirmos histórias sobre obras que custaram muito mais do que deveriam custar. O arquiteto e urbanista é fundamental para que se economize em uma construção ou reforma. Ele é o profissional que vai fazer um projeto correto e bem planejado, auxiliando o cliente em todas as etapas do trabalho. Somente desse modo é possível prever a quantidade certa de materiais que serão utilizados, sempre com a melhor relação custo x benefício, evitando desperdícios. Da mesma forma, ao gerenciar a obra, o arquiteto e urbanista saberá orientar a contratação de mão de obra qualificada e na quantidade certa, além de cumprir prazos do cronograma planejado. Devido à sua experiência e ao seu conhecimento das técnicas construtivas, o arquiteto tem condições de sugerir projetos inteligentes e sustentáveis.

  1. CONFORTO

Quando se fala em conforto na Arquitetura, imagina-se logo uma área com redes ou poltronas confortáveis. Mas o conforto em arquitetura envolve muito mais coisas, além da comodidade. Temos muitos tipos de conforto, como por exemplo:

Conforto-higiene, que está relacionado à saúde e bem-estar, como iluminação natural, ventilação, dimensão das aberturas até a distância entre edifícios.

Conforto-bem-estar, que tem a ver com a forma de satisfazer o gosto das pessoas. Tudo que traz comodidade, incluindo o bom aproveitamento dos espaços internos, bem como as dimensões corretas para móveis e equipamentos eletroeletrônicos.

Conforto-economia, que está relacionado a moradias mais simples e mais baratas, porém confortáveis e dignas, para se viver bem e não apenas morar.

Conforto ambiental, que busca o máximo de satisfação possível para as pessoa, compreendendo o estudo das condições climáticas, acústica, luminosidade, consumo energético e redução de emissão de poluentes para o meio ambiente.

  1. VALORIZAÇÃO

E por fim, porém tão importante quanto as razões anteriores, temos a valorização do imóvel. É preciso que fique cada vez mais claro que um arquiteto e urbanista é indispensável a qualquer construção ou reforma, que com ele a obra vai ter mais qualidade com menor custo. O arquiteto e urbanista sabe entender o sonho de cada cliente, interpretá-lo e transformá-lo em realidade. Mais que isso, ele sabe otimizar o seu projeto, explorando todo o seu potencial, propondo ambientes modernos e funcionais. Ele sabe valorizar pequenos espaços, criar uma iluminação inteligente e sustentável aproveitando a luz natural, zelar pelo arejamento e, ainda, ele é fundamental na colaboração para um acabamento adequado. E tudo isso, na certa, vai tornar o imóvel muito mais valorizado.

 

Por Portal Madeira e Construção

Compartilhe
Voltar para Notícias

Cadastre seu email e receba nossa newsletter