Grupo trabalha para criar norma do wood frame

9 de Março de 2016

Criado em 2009, grupo de trabalho pretende difundir os benefícios da construção com madeira

A Comissão Casa Inteligente, que atua no aperfeiçoamento e difusão do wood frame, está trabalhando para a aprovação de uma norma técnica para este sistema construtivo industrializado. Já existe um texto-base elaborado por um grupo de trabalho criado especialmente para isto. Este documento passará ainda por uma avaliação da comissão – formada por representantes da Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado do Paraná (Sinduscon-PR) e industriais do setor madeireiro.

O objetivo é chegar a uma proposta definitiva para apresentação na Associação Brasileira de Normas Técnicas (ANBT). “Temos desenvolvido isto de maneira harmoniosa e com muitos cuidados. Com a aprovação de uma norma técnica, qualquer brasileiro poderá executar obras de qualidade e garantia”, explica Euclesio Manoel Finatti, vice-presidente de área técnica do Sinduscon-PR e integrante da Casa Inteligente.

A comissão pretende protocolar a proposta de norma técnica na ABNT ainda no primeiro semestre de 2016. “Este é um passo extremamente importante para o desenvolvimento da construção civil brasileira”, considera Finatti.

A Comissão Casa Inteligente foi instituída em 2009, dentro da Fiep, com o objetivo de difundir os benefícios da construção com madeira e a sustentabilidade no uso deste material. Desde então, foi realizado um trabalho intenso de divulgação da tecnologia wood frame, além da articulação para a aprovação deste sistema construtivo em nível nacional. “Ainda existe uma questão cultural em relação à construção em madeira. Era necessário derrubar esta barreira para provar que não existe qualquer problema com este tipo de construção”, conta Finatti.

Inicialmente, a comissão focou as atividades na certificação de todo o processo do wood frame e fez a aproximação com órgãos oficiais para a homologação do sistema. Houve ainda o melhoramento de etapas do processo de industrialização e treinamento de mão de obra.

No fim de 2013, a empresa curitibana Tecverde, especializada em construção sustentável, recebeu do Ministério das Cidades a liberação do Documento Técnico de Avaliação (DATec), autorizando a realização de obras em wood frame. A medida permitiu também a realização de financiamentos para construções com esta tecnologia. Este cenário alavancou o uso do sistema construtivo em madeira.

Desde então, a Tecverde vem realizando obras com wood frame nas regiões Sul e Sudeste do país, com participação em empreendimento de um grande player nacional do setor de construção civil e em projeto do programa federal Minha Casa, Minha Vida.

Este sistema construtivo pode ser a alternativa para diminuir o déficit habitacional no país, pois o tempo de construção é menor do que o processo tradicional, além de ser sustentável e possuir uma boa relação custo x benefício. O wood frame também é versátil e possibilita projetos para diferentes obras e públicos.

 

Por Joyce Carvalho para o Portal Madeira e Construção

Compartilhe
Voltar para Notícias

Cadastre seu email e receba nossa newsletter