Curitiba sedia a 9ª edição do Greenbuilding Brasil Conferência Internacional e Expo

15 de agosto de 2018

Evento será realizado na Federação das Indústrias  do Paraná (Fiep), entre 5 e 7 de novembro

O Greenbuilding Brasil, considerado o principal evento de construção sustentável da América Latina, deixa de ser realizado em São Paulo para desembarcar em Curitiba (PR). Pelo menos é o que acontece com a edição 2018 do evento, marcada para o período entre 5 e 7 de novembro. A 9ª Greenbuilding Brasil Conferência Internacional e Expo será promovida no salão principal da Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep).

O diretor executivo do Green Building Council Brasil (GBC Brasil), Felipe Faria, explica que, a partir desta edição, o evento se torna itinerário. Curitiba foi escolhida em função do destaque das parcerias locais e pela qualidade dos projetos da região Sul, que lideram pelo percentual de iniciativas com certificados LEED (Leadership in Energy and Environmental Design) Platinum e pelo pioneirismo nas certificações GBC Zero Energy e GBC Casa e Condomínio. Em relação à certificação verde, a taxa anual de crescimento de edifícios sustentáveis no Brasil é de 41%; na região Sul, 79,6%.

O Greenbuilding Brasil vai apresentar conteúdo técnico em mais de 40 sessões, entre palestras e apresentações, além de workshops, eventos de networking e visitas técnicas em edifícios de destaque. Serão abordados assuntos importantes e novidades nas áreas de construção, arquitetura, engenharia, design, sustentabilidade, habitação e planejamento urbano, entre outras.

Segundo o GBC Brasil, o Brasil é o 4º país no ranking mundial de edificações certificadas como sustentáveis, com a certificação LEED. Atualmente, há 1,3 mil projetos registrados no País, sendo que, destes, 504 estão certificados.

Energia

Em Curitiba, o Greenbuilding Brasil Conferência Internacional e Expo ocorrerá simultaneamente com outros dois eventos: a 5ª edição do Smart Energy Paraná, voltado à eficiência energética e energias renováveis; e o ASHRAE Brasil Chapter, sobre a eficiência energética em edificações.

Segundo Felipe Faria, o GBC Brasil também está envolvido nesta discussão, ainda mais depois do World Green Building Council ter firmado compromisso no COP Paris, estabelecendo a meta de garantir a autossuficiência energética das novas edificações até 2030.

Dados do Plano Nacional Energético para 2050 mostram que 48% do consumo de energia do País é proveniente de edificações, incluindo residências, edifícios comerciais e públicos. Quanto à geração, 40% vem de fonte renovável, principalmente de hidrelétrica. O Brasil registra um crescimento significativo na energia fotovoltaica: 256% em 2017.

Especificamente sobre o Paraná, onde os eventos serão realizados, a geração de energia em hidrelétricas tem um peso enorme, tanto que é responsável por 94,4% da produção brasileira. O estado consome o equivalente a 17,1% da energia nacional e 59,5% do que é consumido em toda a região Sul.

De acordo com dados divulgados pelo GBC Brasil, trata-se do quinto estado com maior geração de energia fotovoltaica do Brasil. Em 2018, o Paraná registrou duas mil edificações em micro e mini geração de energia, sendo 300 na capital e região metropolitana de Curitiba.

O credenciamento e mais informações sobre o Greenbuilding Brasil Conferência Internacional e Expo estão disponíveis aqui.

Por Portal Madeira e Construção com informações do GBC Brasil

 

Compartilhe
Voltar para Notícias

Cadastre seu email e receba nossa newsletter