Edifícios de escritórios, com estrutura de madeira, se destacam em cidade americana

4 de dezembro de 2018

Eficiência energética e outras ações sustentáveis também marcam o empreendimento

O conjunto de edifícios de madeira One North, na cidade de Portland, no estado americano de Oregon, se tornou um verdadeiro destaque na região. Concluído em 2015, até hoje ele chama atenção por sua forma, versatilidade e resultado. Os prédios, que abrigam um centro de escritório e várias lojas, foram construídos com estrutura de madeira a partir de uma base de concreto, seguindo medidas sustentáveis, o que garante uma operação com menor custo em relação a edificações convencionais.

O escritório Host Architecture foi o responsável pelo projeto One North, que seguiu o desafio lançado pelo dono do empreendimento para que o edifício fosse sustentável, mas que também houvesse adequação nos custos de construção. Estima-se que o gasto atingiu US$ 28 milhões, para um projeto de mais de sete mil metros quadrados, sendo considerado o “preço de mercado”, mesmo com todas as inovações aplicadas no local.

(Foto: Andrew Pogue)

Em entrevistas, Kevin Vak, sócio e diretor de design do estúdio, afirmou que foi possível alcançar de maneira “realista, acessível e replicável” o status do edifício, quanto à economia de recursos na comparação com edifícios “normais”. E isso foi feito em um prédio de escritórios considerado como “classe A”.

O uso da madeira, a eficiência energética e a redução na geração de resíduos e do consumo de recursos pautaram o projeto, que também foi considerado inovador por envolver a comunidade por meio do compartilhamento de espaços. Exemplo disso é um pátio central, de 1,3 mil metros quadrados, aberto para todos e que serve como um ponto de encontro público.

(Foto: Andrew Pogue)

Estrutura

O One North é composto por três edifícios de uso misto, entre comercial e de escritórios, com tecnologias e estratégias de ponta na área da sustentabilidade. Entre elas estão sombreamento exterior com fachada de madeira de origem local, de forma curvilínea, painéis fotovoltaicos para geração de energia, janelas termicamente eficientes e isolamentos especiais, incluindo as fundações. O projeto também incluiu um pequeno estacionamento, para incentivar o uso do transporte público e da bicicleta, e até mesmo as caminhadas.

(Foto: Andrew Pogue)

Madeira

Além da fachada de madeira local – o cedro -, a madeira está presente na estrutura dos prédios e no design interno das edificações. As estruturas foram compostas com madeira laminada colada; os pisos, com madeira maciça. Há ainda decks de madeira e estruturas onde a madeira laminada colada fica exposta. Segundo os responsáveis pelo projeto, a única parte do conjunto de edifícios que não é de madeira é a base de concreto no térreo.

(Foto: Andrew Pogue)

A madeira exerceu um papel de liderança neste projeto, levando benefícios como custo, melhor operacionalidade, sustentabilidade e isolamento, de acordo com a equipe envolvida no One North. “A disponibilidade da madeira, sua beleza e a compreensão do que proporciona calor, textura, cor e serviço como acabamento e material estrutural, é única”, opina Valk.

(Foto: Andrew Pogue)

Por Portal Madeira e Construção com informações do Madera 21 e ArchDaily

Compartilhe
Voltar para Notícias

Cadastre seu email e receba nossa newsletter