Empresa desenvolve sistema de monitoramento remoto de florestas

27 de junho de 2018

Treevia Forest recebeu um prêmio internacional que reconhece as inovações no setor florestal

A Treevia Forest Technologies, fundada em 2016 e considerada a primeira startup agritech do setor florestal nacional, está desenvolvendo uma tecnologia que promete ajudar no monitoramento das florestas plantadas. O sistema SmartForest estima o crescimento, a qualidade e a sanidade das florestas de forma remota, por meio da utilização de sensores que transmitem dados em tempo real.

Segundo a startup, estes dados são coletados, tradicionalmente, de maneira manual e por amostragem. As empresas do setor precisam contratar mão-de-obra especificamente para isto, com riscos de acidentes na floresta e rotina desgastante. Além disso, usualmente, a medição ocorre apenas uma vez por ano.

O SmartForest propõe a coleta remota das informações para a elaboração do inventário florestal, por meio de métodos matemáticos e estatísticos. Com o sistema, os dados viriam diariamente com a instalação de sensores nas árvores. O monitoramento ficaria completo com imagens de satélite. Tudo seria analisado a partir de técnicas de machine learning e Big Data, gerando uma maior precisão, de acordo com a empresa. O SmartForest permitiria, além da redução da mão-de-obra, tomadas de decisões mais eficientes e rápidas quanto ao manejo.

A Treevia trabalha no sistema com apoio do Programa Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas (PIPE), da FAPESP. A startup já comprovou a viabilidade técnica do SmartFlorest e agora trabalha no desenvolvimento efetivo da tecnologia. O projeto deve ser concluído até 2019, mas já está em fase de homologação junto a duas empresas do setor florestal do País.

Em maio de 2017, a Treevia recebeu o Blue Sky Innovations Award, concedido pelo Conselho Internacional de Associações de Florestas e Papel (ICFPA), uma das mais importantes entidades do segmento em todo o mundo. A premiação tem o objetivo de reconhecer iniciativas de inovação com impactos positivos na cadeia produtiva florestal.

Por Joyce Carvalho para Portal Madeira e Construção com informações do site Pequenas Empresas & Grandes Negócios e da Treevia Forest

Compartilhe
Voltar para Notícias

Cadastre seu email e receba nossa newsletter