Igualdade de gênero é tema de workshops para novos padrões de manejo florestal do FSC®

8 de agosto de 2018

Eventos serão realizados pela Rede Mulher Florestal nos dias 13 e 16 de agosto

As discussões sobre igualdade de gênero fazem parte das consultas públicas para os novos padrões de manejo florestal do Forest Stewardship Council® (FSC), organização não governamental que possui um dos sistemas de certificação florestal mais reconhecidos em todo o mundo.

Esta é a terceira versão do documento no Brasil e entre as novidades está a inclusão do tema equidade de gênero, além dos parâmetros para o direito ao consentimento livre, prévio e informado; a atenção aos valores ambientais; e as chamadas paisagens florestais intactas. Com a aprovação dos novos padrões para manejo florestal, a igualdade de gênero será um dos requisitos obrigatórios para as empresas certificadas.

A Rede Mulher Florestal promove dois workshops por meio de videoconferência para discutir o assunto e contribuir para a formulação dos novos padrões de manejo florestal do FSC. Os eventos têm os objetivos de analisar os indicadores que estão em consulta pública e gerar recomendações sobre estes itens.

Fazem parte do público-alvo da iniciativa empresas certificadas; interessados na certificação; membros do FSC; organizações sociais e ambientais com envolvimento em gênero no setor florestal; e pessoas interessadas no tema, dentro do contexto da certificação.

O primeiro workshop está marcado para o dia 13 de agosto, das 15h às 17h, e vai abranger as discussões dos indicadores de gênero no novo padrão para plantações florestais, que é uma das seções do documento que será formulado pelo FSC. O segundo workshop acontece no dia 16 de agosto, no mesmo horário, para debater a igualdade de gênero no novo padrão para florestas nativas, que também compõem a revisão proposta pela organização internacional.

Nos dois casos, é necessário efetuar a inscrição pelo e-mail redemulherflorestal@gmail.com com o título do workshop desejado (“Workshop gênero no padrão de plantações florestais” ou “Workshop gênero no padrão de florestas nativas”). Os participantes vão receber as confirmações e o link para conexão remota via plataforma para acompanhar o evento. As vagas são limitadas. Os organizadores recomendam a leitura prévia do Guia de Gênero FSC.

A Rede Mulher Florestal foi criada com a meta de promover a troca de experiências e ações para a igualdade de gênero no setor florestal, incluindo o empoderamento das mulheres no segmento. Mais informações sobre a iniciativa podem ser consultadas na página www.facebook.com/redemulherflorestal.

 

Nota: De acordo com informações da página do FSC na internet, a consulta pública que iria até o início de setembro está temporariamente suspensa em função de problemas técnicos na plataforma. O prazo para envio de contribuições será prorrogado.

Por Portal Madeira e Construção com informações da Rede Mulher Florestal

Compartilhe
Voltar para Notícias

Cadastre seu email e receba nossa newsletter