História de fantasma inspira instalação de madeira em prédio de Seattle (EUA)

25 de Janeiro de 2019

Espaço se tornou um dos destaques do Chophouse Row, que foi construído em parte de um edifício histórico da cidade

A construção de um “novo edifício” aproveitando um prédio histórico de Seattle, nos Estados Unidos, revelou uma série de surpresas. O projeto transformou uma loja de autopeças de 1924, usada posteriormente por décadas como espaço cultural, em uma torre de escritórios e locais de usos múltiplos, com janelas do chão ao teto e estrutura metálica exposta, além de sistemas sustentáveis ligados à água e energia.

Mas a madeira não foi deixada de lado. Ela aparece na parte interna do complexo, chamado de Chophouse Row e que abriga restaurantes, lojas, spa, cabelereiro, creche para cães, espaço para bicicletas e escritórios. Ainda há uma passagem para pedestres e um pátio central, que fazem ligação do Chophouse Row com outras propriedades da região.

A madeira também está em uma instalação chamada de Ghost Cabin, que se tornou um dos destaques do complexo. Ela foi construída como uma forma de manter viva a história do lugar. Em 2013, quando os empreiteiros responsáveis pela obra estavam mexendo no porão do edifício histórico do Chophouse, descobriram uma fundação rústica, que indicava que ali um dia existiu uma pequena casa.

(Foto: Rafael Soldi)

Segundo informações divulgadas no site do empreendimento, era o indício da existência do povoamento original – nos anos 1900 – daquele ponto de Seattle, que estava a seis metros abaixo do atual nível da cidade. Mapas antigos apontam residências na região e uma pequena construção exatamente embaixo de onde está o pátio do complexo.

(Foto: Rafael Soldi)

O projeto da construção do Chophouse Row foi considerado ambicioso e também de difícil execução e, por isso, os trabalhadores da obra brincavam a toda hora, dizendo que acidentalmente haviam perturbado os fantasmas que habitavam naquela residência, apelidada de “Casa da Vovó”. Falavam que estes fantasmas tentavam impedir o progresso da obra. Esta começou em 2013 e foi concluída em 2015.

(Foto: Rafael Soldi)

Três anos dois, a proprietária do complexo e um artista local se uniram para encomendar uma obra de arte para o pátio do Chophouse Row, para refletir a história ambiental do local. A ideia era criar algo na direção de um senso de comunidade, mas também honrasse a história do lugar. O escritório SHED Architecture & Design foi selecionado para o trabalho.

(Foto: Rafael Soldi)

No processo de desenvolvimento, a história dos fantasmas e da Casa da Vovó veio à tona, até que se concretizou a ideia de levar isto ao público, por meio de uma instalação de madeira. O Ghost Cabin foi, então, inaugurado em agosto do ano passado. “Talvez o desejo do fantasma da Vovó era simplesmente que sua história pudesse emergir e se tornar mais visível para a gente através do tempo, representado por este pátio”, traz a descrição sobre o local no site do empreendimento.

(Foto: Rafael Soldi)

O Ghost Cabin foi construído com pranchas de cedro, aplicadas nas superfícies laterais do canto do pátio, em um projeto de silhueta de uma cabana. O campo da madeira cria um ponto focal natural no espaço, tornando-se uma escultura.Quando os visitantes se movem pelo espaço, o contorno inclinado da estrutura torna-se cada vez mais distorcido e irreconhecível. Mas, a partir de um ponto de vista preciso, as tábuas de cedro entram em um alinhamento para revelar a cabine”, revela a equipe responsável pelo projeto no site do SHED Architecture & Design.

(Foto: Rafael Soldi)

Para os profissionais, o Ghost Cabin levou “nova vida a Chophouse Row”, transformando um dos pátios do complexo em um destino conhecido dos visitantes e um dos locais que moradores e turistas querem conhecer. Ele é usado como espaço para encontros informais, reuniões de negócios e até eventos culturais.

(Foto: Rafael Soldi)

Por Portal Madeira e Construção com informações do ArchDaily, SHED Architecture & Design e Chophouse Row

Compartilhe
Voltar para Notícias

Cadastre seu email e receba nossa newsletter