Madeira dá identidade local a biblioteca australiana

18 de julho de 2018

Painel de madeira é a “espinha dorsal” do projeto e percorre todo o espaço do centro educacional

As curvas do grande painel de madeira do Centro de Aprendizagem e Biblioteca Cobram, na cidade de mesmo nome na Austrália, têm um motivo genuinamente local. São uma referência ao traçado do Rio Murray, que passa nas proximidades e que foi levado ao projeto pela equipe do CohenLeigh Architects.

(Foto: Divulgação / CohenLeigh Architects)

Por ser um espaço “local”, da comunidade, os arquitetos quiseram levar esta identidade para a estrutura, celebrando a paisagem popular. Para isso, utilizaram a madeira em sua forma curvilínea para sobrepor como uma linha de corte na biblioteca.

(Foto: Divulgação / CohenLeigh Architects)

A madeira envolve o perímetro do centro educacional, o que filtra a luz para o espaço interno do edifício. Internamente, a estrutura de madeira percorre a biblioteca, sendo visível pelos visitantes.

(Foto: Divulgação / CohenLeigh Architects)

Os idealizadores do projeto chamam a estrutura de madeira de “coluna vertebral”, percorrendo todo o espaço da estrutura.

(Foto: Divulgação / CohenLeigh Architects)

Por Portal Madeira e Construção com informações do ArchDaily

Compartilhe
Voltar para Notícias

Cadastre seu email e receba nossa newsletter