Madeira e colaboração: essa é a essência do WikiLab, instalado no campus da UFABC

31 de julho de 2018

Esta foi considerada a primeira construção colaborativa permanente no Brasil; manuais estão na internet

Um espaço com cerca de 45 metros quadrados, montado com placas de madeira OSB, cortadas especialmente para o projeto e que foram apenas encaixadas. Este é o WikiLab, instalado no campus da Universidade Federal do ABC (UFABC), em São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo.

A obra foi considerada como a primeira construção colaborativa permanente no Brasil. Ela foi viabilizada após a arrecadação de recursos por meio de um financiamento coletivo, que chegou a R$ 72 mil. Além disso, seus manuais e outros arquivos de construção estão disponíveis gratuitamente na internet.

Foto: WikiLab / Divulgação

Com um alto nível de participação da comunidade universitária e de voluntários, o WikiLab foi inaugurado no final de 2017 e segue em 2018 funcionando como um laboratório de tecnologias livres. No entanto, este é um projeto que pode ser adaptado para moradia e outros usos, como centros comunitários. E, por isso, o compartilhamento de informações é tão importante. Até porque o WikiLab nasceu de uma inspiração similar.

O arquiteto Yorik van Havre, do escritório Uncreated, de São Paulo, participou da criação do projeto do WikiLab. Em entrevista ao portal Madeira e Construção no mês de julho, ele revela que a inspiração para a iniciativa foi a WikiHouse, uma casa colaborativa construída na Inglaterra. Os manuais deste projeto estão disponíveis na internet e, a partir deles, foi possível pensar como seria o laboratório da UFABC. “Pegamos estes manuais e os adaptamos para a realidade brasileira. Precisamos fazer pequenas adequações”, conta Yorik.

Foto: Wikilab / Divulgação

De acordo com o arquiteto, a escolha pelos painéis de OSB teve como base o preço, mas levou em consideração a possibilidade de usar este tipo de material para uma construção com uma boa relação de custo x benefício. Após a aquisição, as placas foram medidas e depois cortadas com precisão em uma máquina, disponibilizada por uma empresa da região e que se tornou parceira da iniciativa. “Foi necessário um mês para cortar todas as placas para o WikiLab. Nós não tínhamos noção de quanto tempo demoraria para viabilizar isto. Posteriormente, as placas foram levadas para a universidade, onde foram montadas”, afirma.

O projeto previu a construção de uma base de concreto, onde todas as peças de madeira deram forma ao laboratório apenas por encaixe, ou seja, sem a necessidade do uso de pregos ou parafusos. “Tudo foi feito por voluntários e demorou cerca de dois meses para ficar pronto. Apenas a montagem dos painéis de madeira levou um mês”, relembra Yorik.

(Foto: Wikilab / Divulgação)

Para o arquiteto, toda a experiência foi bastante positiva, pois gerou conhecimento, informação e compartilhamento de dados de como chegar a uma construção de qualidade e com um custo relativamente baixo. “Foi incrível poder trabalhar com a madeira, inclusive por todo o seu lado sustentável”, avalia.

É possível encontrar os arquivos do WikiLab, inclusive os manuais, aqui.

Por Joyce Carvalho para o Portal Madeira e Construção

Compartilhe
Voltar para Notícias

Cadastre seu email e receba nossa newsletter