Construções comerciais: economia de tempo e dinheiro

5 de dezembro de 2016

Um hotel construído de maneira econômica, com estrutura e principais componentes em madeira, mostra que o material é adequado não apenas para residências

 

Uma região turística, com forte demanda de serviços e comércio devido ao fácil acesso a Georgian Bay. Esse cenário motivou a construção do primeiro Microtel Inn & Suites em Parry Sound, província de Ontário, no Canadá, em 2006. A estrutura do edifício de três andares foi concluída em seis semanas e, depois do projeto finalizado, o arquiteto concluiu que os custos com terreno, estrutura de madeira, acabamentos e mão de obra foram 20% mais baratos do que se tivessem sido usados materiais estruturais derivados de combustível fóssil. Os produtos de madeira usados na construção representaram aproximadamente 12% do custo total.

Um dos fatores de sucesso para a construção ter sido tão eficaz em relação ao tempo foi o uso de grades estruturais com padrão 12’-0. O padrão com repetição ajudou com o planejamento e fabricação dos painéis, assim como o uso dos materiais de acabamento. O sistema de paredes em painéis levou à conclusão da estrutura do prédio em 60 dias, com qualidade, consistência e ótimo custo-benefício.o Microtel Inn & Suites captura 216 toneladasde dióxido de carbono, o que equivale a dirigir um carro movido à gasolina por mais de 38 anos

Além da estrutura, das paredes e do piso, o telhado também foi feito em madeira, utilizando-se vigas triangulares pré-fabricadas, que são fortes, possuem um bom custo-benefício e são fáceis de isolar e manter.

O prédio do Microtel Inn & Suites é um bom exemplo de como amadeira pode ser usada com ótimo custo-benefício em edifícios comerciais, com prazos de conclusão reduzidos.

A madeira é benéfica não apenas na parte estrutural, como na parte térmica da construção. O material é 400 vezes melhor que o aço e 10 vezes melhor que o concreto na resistência ao fluxo de calor, ou seja, o aço e concreto precisam de maior isolamento para obter o mesmo desempenho termal que a estrutura de madeira.

Escolher a madeira para a construção deste hotel foi resultado da conjunção da ciência da construção e das necessidades do cliente a um custo mais baixo. A economia foi de 30%. Além disso, o uso de um tempo menor, custo de operação mais baixo e facilidade de adaptação para futuras modificações encorajaram o arquiteto do projeto a usar madeira novamente.

microtel

 

Por Hellen Guareschi para o Portal Madeira e Construção

Fotos divulgação Canadian Wood Council

 

 

Compartilhe
Voltar para Notícias

Cadastre seu email e receba nossa newsletter