Madeira para construção passa por melhoramento genético e planejamento dos plantios

24 de Maio de 2019

Temas foram debatidos durante evento promovido pelo Senar-MS para apresentar oportunidades para produtores florestais do Mato Grosso do Sul

O que fazer com os mais de 1 milhão e 100 mil hectares plantados de florestas de eucalipto disponíveis no Mato Grosso do Sul além de fornecer para a cadeia de celulose e papel? Na avaliação do especialista Edimar Scarpinati, da ArborGen, encontrar novas oportunidades de uso como na serraria e, com isso, na construção civil, passa pelo desenvolvimento de material genético das espécies florestais.

“Precisamos ter mais plataforma de material genético para não sermos pegos de surpresa com ataques aos plantios que gerem prejuízo”, explica. Ele alerta que apesar dessa necessidade, o mercado de mudas diminuiu. Muitas empresas encerraram a atividade de produção de mudas, que já foi de 1,5 bilhão de mudas/ano, mas em 2019 deve ser de 0,4 bilhão/ano.

Segundo Scarpinati, normalmente, materiais genéticos de rápido crescimento não são bons para serrar, pois podem ter rachaduras. “É necessário testar e estudar diferentes materiais genéticos em diferentes condições edafoclimáticas, realizar testes de serraria e laboratórios”, afirmou.

O engenheiro florestal Celso Medeiros, da CM Florestal, defendeu que para entregar ao mercado madeira própria para a serraria é preciso fazer planejamento dos plantios florestais. Isso passa pela elaboração de mapas, talhonamento, combate às pragas, como controle de formigas, análise e preparação dos solos, irrigação, inventário florestal. Ele lembra que esse planejamento é essencial, já que o custo da colheita é maior do que o da implantação e da manutenção juntos.

As palestras fazem parte do Programa Mais Floresta e são promovidas pelo Senar-MS, Famasul, em parceria com a Paulo Cardoso Comunicações.

Por Portal Madeira e Construção (a jornalista viajou a convite do Senar-MS)
Foto Reflore

 

Compartilhe
Voltar para Notícias

Cadastre seu email e receba nossa newsletter