Wood frame terá norma técnica

14 de junho de 2016

Euclésio Finatti, da Comissão Casa Inteligente da Fiep, será o coordenador; Abimci ficará responsável pela secretaria executiva

A Comissão Casa Inteligente deu mais um passo importante para os avanços do setor. Durante reunião na sede da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), foi oficialmente instalada a Comissão de Estudos da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) para desenvolver a norma técnica do sistema construtivo wood frame. No encontro, o grupo definiu que a coordenação dos trabalhos ficará por conta de Euclesio Finatti, representante da Comissão Casa Inteligente da Fiep e vice-presidente do Sinduscon-PR, e que a Abimci ficará à frente da secretaria executiva. Também foi definida uma agenda de reuniões e a comissão montou um grupo de trabalho, formado por 21 pessoas, para trabalhar na criação do texto da norma técnica. A ideia é que este grupo desenvolva o texto básico para, depois, submeter à aprovação da Comissão de Estudos. O primeiro texto será apresentado em 60 dias e a expectativa é de que a norma seja criada em 12 meses.

Paulo Pupo, superintendente da Associação Brasileira da Indústria de Madeira Processada Mecanicamente (Abimci), disse que a entidade fez um trabalho documental para dar entrada ao pedido oficial na ABNT. Segundo ele, é importante que o setor tenha uma norma para gerar escala e também é fundamental trazer os agentes financeiros para essa discussão para que o sistema possa entrar no escopo de financiamento. Pupo afirmou que a Abimci consultou outras instituições, as universidades e também os consumidores.

“Tomamos cuidado de abranger todos os atores para dar legitimidade ao processo. Esse trabalho é longínquo, mas é extremamente importante termos um trabalho legitimado. Por isso, ter nesta comissão entidades transversais e com isonomia ajudará a levar esse processo com a maior lisura possível. A credibilidade deste trabalho é essencial”, declara Pupo.

Para Euclésio Finatti, o sistema wood frame se desenvolveu bastante nos últimos anos e ele garante que, hoje, a Comissão Casa Inteligente tem conhecimento para fazer o processo de criação da norma andar. Na avaliação dele, a normatização é fundamental para garantir confiabilidade ao sistema.

“Com a ABNT, queremos que esse trabalho tenha passos largos. O desafio, agora, é fazer com que esse trabalho seja feito o mais rápido possível. Teremos o apoio das universidades, das instituições representativas e das empresas, como a Tecverde, que se comprometeu a ajudar. Já temos uma base de informações e, a partir de hoje, vamos começar a desenvolver um trabalho forte. Em média, uma norma leva quatro anos para ser publicada, mas temos conhecimento para fazer isso em menos tempo. A expectativa é de conseguir finalizar o processo rapidamente”, avalia.

ABNT

O superintendente do Comitê Brasileiro da Construção Civil, Salvador Benevides, fez uma apresentação oficial sobre os procedimentos para se criar uma norma. Essa é uma das obrigatoriedades do processo. Na avaliação dele, ter vários atores dentro da Comissão – universidades, empresas de consultoria, estudantes e empresários – é muito importante para o trabalho, porque a norma é um conjunto de conhecimento e experiências.

“O setor é muito participativo e isso é um ponto bastante positivo, ainda mais com lideranças importantes. A comissão em Curitiba é interessante, porque é aqui que está a raiz deste assunto”, destaca.

De acordo com Benevides, a norma sugere que o texto seja simples e transparente, sem terminologias que dificultem o entendimento. Depois da apresentação da demanda e do pedido oficial, a Comissão deve elaborar o projeto da norma para que a ABNT submeta o texto à consulta nacional. Em seguida, é feita a análise do resultado. Se o resultado for positivo, a norma é publicada. Ele lembrou também que a comissão de estudos deve ser formada por pessoas neutras e também por consultores, que representam o produtor e o consumidor.

Por Maureen Bertol para o Portal Madeira e Construção

Compartilhe
Voltar para Notícias

Cadastre seu email e receba nossa newsletter