OPINIÃO: Paineis CLT e BIM, deu match?

29 de outubro de 2018

O engenheiro civil Cristiano Travassos relata o desafio de compatibilizar painéis CLT em uma obra usando a metodologia BIM

Nas últimas décadas, duas grandes tendências vêm aparecendo no mercado e no campo acadêmico: Lean Construction (LC) e BIM.

A primeira, também conhecida como construção enxuta, cresceu devido à urgência de se estudar os resíduos na construção civil e como eles podem afetar a logística da construção: inegavelmente, obras mais limpas são mais produtivas. A segunda área, BIM, acompanha o mesmo objetivo, aumentar a produtividade do setor da Arquitetura e da Engenharia, por meio de uma melhor gestão da tecnologia, informação, processos e pessoas.

No universo do LC, a utilização de painéis de madeira laminada e prensada é realidade em diversos países desenvolvidos, como EUA. A este painel, dá-se o nome de Cross Laminated Timber (CLT) ou “laminado de madeira cruzada”.

Sua grande vantagem é deslocar o tempo de construção para a fábrica, ou seja, todas as paredes e pisos em CLT são previamente preparadas e fabricadas remotamente, para que quando enviadas para a obra “basta” encaixá-las umas nas outras.

O vídeo a seguir, da galeria do The B1M, explica um pouco mais sobre o tema:

Mas vamos ao que interessa…

Recentemente, recebemos em nosso escritório a seguinte demanda: compatibilizar painéis CLT com as instalações prediais em uma residência unifamiliar, visando gerar arquivos de fabricação dos painéis, utilizando a metodologia de projetos em BIM.

De imediato aceitamos e um novo desafio começou: modelagem a nível de fabricação com LOD 500, precisão milimétrica!

Graças ao potencial da parametrização e modelagem 3D, o trabalho não foi tão complicado assim. Iniciamos com a criação das famílias necessárias para todas as disciplinas do projeto, que não continham em nosso banco de objetos. Foram diversos elementos criados do zero e um grande investimento de tempo foi dedicado a esta tarefa, sabendo que sem as famílias corretamente criadas, todo o trabalho de modelagem seria mais complicado e ineficiente.

Depois de várias interações entre as equipes de fabricação e projeto, conseguimos enfim montar uma base de famílias dedicada apenas aos painéis CLT e suas peculiaridades de fabricação.

Nesse sentido, muita colaboração foi necessária com uma necessidade intrínseca de multidisciplinaridade, pois foi imprescindível a equipe de fabricação entender nosso fluxo de trabalho em BIM e nós entendermos as especificações necessárias para a fabricação e construção adequada dos painéis CLT.

Sendo assim, apesar da tecnologia de ponta tanto por parte do maquinário das fábricas quanto as ferramentas computacionais que utilizamos serem fundamentais, nada funcionaria sem a colaboração entre equipes e pessoas.

Isto é: o BIM, muito mais que um monte de informações, exige o pensamento coletivo eliminando egos de projeto ou obra. Trabalhando assim, novas tecnologias da construção serão sempre ótimas aliadas à metodologia de projetos em BIM.

Concluindo: SIM, Deu match! Unir Lean Construction (especificamente com painéis CLT) com um pouco da metodologia BIM só nos repercutiu em pontos positivos para os próximos projetos!

Mais detalhes do projeto? Deseja visualizar em panorâmica 360°? Acesse o LINK

 

Por Cristiano Travassos, engenheiro civil, mestre em Estruturas e especialista em BIM.
Atua no mercado como projetista e consultor em BIM. No ramo acadêmico, é professor universitário de Sistemas Predias e BIM.

Compartilhe
Voltar para Notícias

Cadastre seu email e receba nossa newsletter