Potencial da madeira laminada colada ganha forma em aeroporto australiano

1 de julho de 2018

Estrutura em grande escala ajuda na concepção de uma experiência positiva para quem passa no terminal

O que seria apenas o trajeto entre o terminal principal do Aeroporto de Wellington, na Austrália, até um cais e um portão, se transformou em um momento diferenciado para passageiros e funcionários. Isso graças à experiência de lounge íntimo proporcionado pelo projeto criado especialmente para esta área, construída durante a ampliação do aeroporto, em 2016. Foi montada uma grande estrutura de madeira laminada dentro deste saguão, criando uma sensação de bem-estar para quem circula por ali.

(Foto: Paul McCredie / Warren and Mahoney Architects)

O projeto foi elaborado pelo escritório Warren and Mahoney Architects, a partir da demanda da administração do aeroporto para a ampliação do terminal, como parte das metas estratégicas para 2030 para abrigar mais passageiros. Foi a primeira grande intervenção desde a sua abertura, em 1999.

(Foto: Paul McCredie / Warren and Mahoney Architects)

A estrutura de madeira laminada colada está na extensão do South West Pier, um conector físico entre o Main Terminal Lounge e o South West Pier Gate Lounge e South Pier.

(Foto: Paul McCredie / Warren and Mahoney Architects)

Conforme a descrição do projeto, o ambiente é a junção de um pé-direito inferior, um feixe de madeira personalizado, um sistema de forro metálico perfurado dobrado e uma enorme estrutura de madeira laminada colada. As fachadas externas são de vidro e, com isso, a estrutura de madeira forma “janelas”, oferecendo a oportunidade aos passageiros de apreciarem a vista. O resultado é uma experiência positiva para quem passa pelo aeroporto de Wellington.

(Foto: Paul McCredie / Warren and Mahoney Architects)

Por Portal Madeira e Construção com informações do site ArchDaily

Compartilhe
Voltar para Notícias

Cadastre seu email e receba nossa newsletter