Programa Madeira é Legal na Morar Mais por Menos

9 de novembro de 2016

Iniciativa do WWF-Brasil vai participar de feira especializada em soluções de arquitetura, engenharia e design no Rio de Janeiro (RJ)

O WWF-Brasil, com o apoio de um grupo de instituições parceiras, vai levar para a Mostra Morar Por Menos, no Rio de Janeiro (RJ), o Programa Madeira é Legal. A organização ambientalista vai promover, no dia 22 de novembro, palestras sobre o uso sustentável e responsável da madeira na construção civil e como esta ideia pode ajudar a conservar as florestas brasileiras e ajudar na mitigação de impactos das mudanças climáticas.

Na programação estão previstas a participação da arquiteta LEED Alessandra Barassi, para uma palestra sobre construção sustentável. Já o arquiteto Roberto Lecomte, da Spirale Arquitetura e Soluções Sustentáveis, e o engenheiro Calil Neto, da Rewood Soluções Estruturais em Madeira, farão uma fala conjunta sobre madeira laminada colada.

Outra participante confirmada é a arquiteta e coordenadora de projetos especiais do Estado do Acre, Marlúcia Cândida Viana. Ela vai apresentar o projeto Acre Made in Amazônia – uma coleção de peças de design e mobiliário feito de madeira manejada vinda diretamente das comunidades tradicionais acrianas. Um dos objetivos da iniciativa é fortalecer cadeias produtivas sustentáveis, que utilizam, de maneira sustentável, os recursos naturais encontrados na floresta amazônica.

Benefícios

Segundo o analista de conservação do WWF-Brasil Ricardo Russo, a ideia dessas palestras é mostrar aos interessados como anda a construção em madeira pelo mundo. “A madeira vem sendo considerada o material construtivo do futuro, mais isso é algo que não pegou ainda no Brasil. E é isso que estamos tentando mostrar e divulgar”, explicou.

A madeira vem sendo apontada por diversos especialistas, no mundo inteiro, como um dos materiais mais promissores para o futuro da construção civil. Eles alegam que, dentro dos sistemas construtivos, o uso da madeira reduz o tempo de construção de obras e dá um efeito visual diferenciado às estruturas que compõe.

Além disso, também existem os benefícios socioambientais: se usada de madeira responsável, a madeira pode contribuir com a gestão das florestas públicas; pode auxiliar na conservação da biodiversidade das florestas; e, por conta da estocagem de carbono que ocorre nas peças de madeira, ela ajuda a diminuir os efeitos e prejuízos das mudanças climáticas.

A feira e exposição de artes, entretenimento e decoração, que já está aberta e segue até 27 de novembro, na Lagoa, na Zona Sul da capital carioca, busca oferecer soluções de design de interiores simples, qualificadas e inovadoras.

Por Madeira e Construção com informações do WWF-Brasil

Compartilhe
Voltar para Notícias

Cadastre seu email e receba nossa newsletter