Projeto brasileiro de construção com madeira vence concurso internacional

4 de dezembro de 2017

Concurso promovido pela rede WWF acelera negócios que contemplam a conservação da natureza

O projeto brasileiro Climate Change (“Mudança Climática”, em português) foi o grande vencedor da edição 2017 do Impact Ventures da Rede WWF – um concurso internacional voltado para a aceleração de negócios que contemplem a conservação da natureza e o fomento a empreendimentos tecnológicos inovadores.

Com esta vitória, o projeto entra para um reduzido grupo de iniciativas globais, assessoradas pela Rede WWF, que serão oferecidas para investidores para que recebam aportes financeiros e possam dar escala a suas atividades.

O Climate Change – projeto elaborado pela empresa paulista Rewood e inscrita no certame com apoio do WWF-Brasil – foi escolhido entre mais de 300 iniciativas do mundo inteiro que submeteram seus projetos. Quinze delas passaram por processos de mentoria e consultoria ao longo de 2017. Apenas cinco chegaram à final.

Atualmente, os responsáveis da Rewood já conversam com seis possíveis investidores estrangeiros, e vão receber apoio da Rede WWF para prospecção de negócios até 2019.

O projeto

O Climate Change consiste em uma casa modular construída em madeira. Seu objetivo é trazer inovação tecnológica à cadeia produtiva da madeira, trazendo novos produtos e novos processos a este setor; e, ao mesmo tempo, promover os conceitos de sustentabilidade – gerando o mínimo de resíduos, lidando com madeira certificada e apoiando o uso responsável das florestas.

A casa descrita no projeto será construída com madeira certificada FSC, que garante o cumprimento de uma série de requisitos socioambientais. Ela será composta por madeiras nativas e plantadas e vai usar as técnicas da Madeira Laminada Colada (GLT) e do Wood Frame – o que torna o seu processo de construção mais econômico, eficiente, versátil, limpo e amigável ao Meio Ambiente.

Segundo o diretor industrial da Rewood, Calil Neto, o objetivo deste projeto é impulsionar o mercado da madeira certificada na construção civil brasileira.

“Quando o brasileiro fala em construir casas, ele nunca pensa em madeira. Ele pensa em concreto, em metal. Existe um preconceito, que diz que o uso da madeira só pode existir nas comunidades mais carentes ou é coisa de quem tem mais renda. Existe um mercado no meio termo, de classe média, que existe na Europa, no Canadá, nos Estados Unidos, que não temos no Brasil”, afirmou.

rewood

Diferencial

De acordo com Calil Neto, a proposta vencedora no Impact Ventures prevê a construção de um condomínio de casas de madeira, modulares e sustentáveis, a ser erguido em São Paulo (SP). Com o dinheiro arrecadado por esta venda, a empresa já tem planos de construir outros condomínios por meio do mesmo processo construtivo.

Para o analista de conservação do WWF-Brasil Ricardo Russo, a vitória da empresa brasileira no Impact Ventures tem potencial para reforçar e impulsionar o uso responsável de madeira no Brasil.

“Esta iniciativa tem um diferencial importante, que é o fato de que não estamos falando de doação para projeto de conservação. Estamos falando de financiamentos para iniciativas empresariais, que devem gerar lucro, promover geração de renda e ter impacto econômico sobre determinado setor produtivo”, afirmou o especialista.

O processo

Até o início de 2017, o Climate Change era um projeto inacabado nas gavetas da Rewood – até que o WWF-Brasil chegou com a proposta de inscrevê-lo no Impact Ventures.

Ao longo do ano, técnicos do WWF-Brasil e da Rewood tem viajado à Europa para sucessivas rodadas de apresentação do projeto. Calil Neto afirmou que, mesmo que a vitória não viesse, a experiência das mentoria já teria sido uma experiência válida.

“Para mim foi uma grande alegria ter sido selecionado e ter passado pelas etapas anteriores do concurso. Todos os trabalhos são voltados para a aceleração de startups. Nós discutimos com pessoas do mundo inteiro, e somos orientados a trabalhar com gerenciamento, atendimento, marketing. Tem sido uma experiência muito rica”, afirmou.

rewood

Saiba mais

O Impact Ventures é uma iniciativa da Rede WWF que tem como objetivo ajudar comunidades locais ao redor do globo a estruturarem negócios sustentáveis, que ofereçam a possibilidade de geração de renda e conservação da natureza.

Essa é a segunda vez que o WWF-Brasil ‘emplaca’ uma iniciativa no Impact Ventures – em 2016, um projeto de beneficiamento de açaí, no Acre, também foi contemplado neste concurso: a Cooperativa Agroextrativista de Tarauacá (CAET) deve receber, nos próximos anos, cerca de U$ 100 mil para desenvolver produtos diferenciados baseados no açaí, cuja comercialização vai beneficiar cerca de 6 mil famílias extrativistas naquele estado.

Atualmente, o Impact Ventures apoia 12 projetos diferentes por todo o mundo. É possível saber mais sobre esta proposta, e os projetos apoiados, aqui.

Por Jorge Eduardo Dantas de Oliveira – WWF-Brasil

Compartilhe
Voltar para Notícias

Cadastre seu email e receba nossa newsletter