Casa Cor São Paulo traz a madeira como protagonista

16 de maio de 2016

Arquiteto Otto Felix desenvolveu uma ideia com estrutura de madeira aparente, que servirá como arquitetura de interior

O maior evento de decoração da América Latina está a pouco mais de 15 dias do início e já agita os bastidores de quem trabalha com decoração. A Casa Cor São Paulo 2016, evento que está marcado para acontecer entre 17 de maio e 10 de julho, no Jockey Club paulistano, promete reunir projetos inovadores de arquitetos e decoradores. Uma das grandes expectativas para o setor de madeira e construção na mostra é o projeto criado pelo arquiteto Otto Felix, batizado de “Pavilhão de Entrada”. O grande diferencial da criação de Felix é que a madeira será a protagonista do projeto, pois ele dispensa a decoração tradicional e aposta numa estrutura de madeira aparente.

Segundo o arquiteto, “a estrutura é, ao mesmo tempo, sua arquitetura de interior. As estruturas em madeira aparente valorizam a matéria-prima natural”. Felix conta, ainda, que o projeto será a porta de entrada do evento, onde ficam a bilheteria e a sala de imprensa, por exemplo, e, por isso, recebeu o nome “Pavilhão de Entrada”. Para desenvolver a ideia, ele pensou em utilizar a madeira justamente pela questão da sustentabilidade. Além disso, o arquiteto valorizou também a maleabilidade estrutural da Madeira Laminada Colada (MLC), que foi o material escolhido.

Otto-Felix-casa-cor (1)

“Desenvolvemos este projeto sem vigas em medidas especiais, somente o padrão 35 por 5 centímetros, colocadas de maneiras diferentes em ângulos facetados, que compõem uma estrutura bem desenvolvida. Na parte externa a estrutura será revestida com zinco titânio, material da empresa italiana N. Dedini, que reveste edificações históricas como o Museu de Bilbao e diversas catedrais europeias”, explica.

Para desenvolver o projeto e garantir o sucesso da execução, Otto Felix firmou parcerias com empresas de renome. A primeira foi a Rewood, especializada na produção de madeira laminada colada, que ficou responsável pela parte estrutural em madeira do projeto arquitetônico. Depois, Felix chegou à Montana Química S/A, que tratou as madeiras em autoclave com o preservativo químico “Osmose K33 C” e fez o acabamento protetor com pintura “Osmocolor Stain”. “Esses produtos são ambientalmente seguros e devidamente registrados junto ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Também contamos com o apoio da Carpinteria nos cálculos estruturais do conjunto”, revela Humberto Tufolo Netto, diretor de relacionamento da Montana. A Carpinteria foi responsável pela montagem da estrutura de madeira.

Na questão da engenharia do projeto, o engenheiro Calil Neto, representante da Rewood, conta que a Rewood utilizou o sistema construtivo woodframe. “Casamos o sistema woodframe com MLC e empregamos vigas de até 11 metros de comprimento. Ganhamos em maleabilidade e na montagem, que ficou super-rápida, sendo executada em apenas alguns dias. Outro ganho técnico importante vem do tratamento em autoclave com CCA, que permite cortar a peça de MLC em qualquer sentido sem colocar em risco sua proteção e durabilidade, uma vez que neste processo que alterna vácuo e pressão todas as células da madeira ficam impregnadas pelo preservativo químico”, revela Calil Neto.

Sobre os cuidados com a madeira, o engenheiro ressalta a importância do tratamento industrial correto com preservativos de alta qualidade, já que a madeira de pinus utilizada pela Rewood na fabricação de MLC é suscetível aos ataques de insetos, como cupins e brocas. “Após o tratamento preservativo, a madeira de reflorestamento ganha longevidade equivalente à das melhores nativas tropicais. Além disso, madeira ‘engenheirada’ permite a construção de vãos excepcionais, muitas vezes com mais de 100 metros. Isto exige elevada estabilidade dimensional do material e, neste quesito, a madeira de pinus tratada supera o desempenho das melhores espécies tropicais”, garante.

Por Maureen Bertol com informações da Assessoria de Imprensa da Montana Química

Fotos: Divulgação

Compartilhe
Voltar para Notícias

Cadastre seu email e receba nossa newsletter