Construção das marcas passa por uma nova postura

24 de agosto de 2016

Vice-presidente da Master Comunicação fala sobre posicionamento das empresas em questões da sustentabilidade

“O mundo está desesperado por alternativas”. A frase é do vídeo que mostra o que décadas pautadas pelo consumismo exacerbado causou no ambiente, nas relações humanas e com as marcas. O material foi usado pelo vice-presidente da Master Comunicação, Marcelo Romaniewicz, para abrir a sua participação no Fórum de Sustentabilidade e Governança. O evento, que está quinta edição, está sendo realizado em Curitiba pela STCP Engenharia de Projetos, Milano Consultoria e Planejamento e FAE Business School.

Na análise de Romaniewicz, há um despertar das pessoas, indícios de um momento promissor. “Vemos um novo posicionamento sobre consumo, sobre a vida, a humanidade, comportamentos pessoais e relações. A sociedade está mais questionadora, buscando discutir soluções conjuntas e sobre propósito. Há um resgate aos fatores mais essenciais daquilo que nos conecta a algo maior”, afirma.

O especialista destacou uma das 16 macro tendências apresentadas pelo último relatório da consultoria Trend Watching, que aponta que será preciso fazer negócios melhores. “As empresas precisam perceber que têm que fazer práticas melhores. Entender que isso passa pela percepção de não construir marcas só pelo discurso, mas com práticas concretas”, explica.

Para Romaniewicz, a principal orientação às marcas quando se trata de Comunicação passa pela transparência: “é preciso mostrar que o que está sendo comunicado transparece nas ações da empresa”.

Por Juliane Ferreira para o Portal Madeira e Construção

Compartilhe
Voltar para Notícias

Cadastre seu email e receba nossa newsletter