Delegação brasileira em congresso de edifícios em madeira

4 de setembro de 2017

Objetivos do evento passam pela busca de soluções para uma economia de baixo carbono e como tornar viável um mercado imobiliário de prédios em madeira

Os principais atores mundiais da construção civil em madeira estarão reunidos em Bordeaux, na França, entre os dias 12 e 15 de setembro, no primeiro congresso internacional do setor – Woodrise 2017. O objetivo é discutir a nova agenda global de construções em madeira, com o propósito de auxiliar a criação de uma economia de baixo carbono. O grupo pretende entender quais são os principais desafios para o desenvolvimento de um mercado imobiliário de edifícios em madeira. Na lista de palestrantes, nomes mundialmente conhecidos da arquitetura, como o arquiteto canadense Michael Green, e o japonês Kengo Kuma.

A programação também prevê a apresentação dos avanços científicos e tecnológicos que darão suporte ao movimento que pretende impulsionar a construção de edifícios de 6 a 20 andares. O evento está sendo organizado pelo FCBA (Instituto Francês de Tecnologia para os setores florestal e de mobiliário), FPInnovations, do Canadá, e o Building Research Institute do Japão.

O evento contará com a participação de representantes de governo, empresas, academia, institutos de pesquisa, terceiro setor, arquitetos, engenheiros, construtores de seis países Brasil, Canadá, Finlândia, França, Japão e Suíça. O encontro promete render ainda a assinatura de um memorando de cooperação multilateral para o desenvolvimento do uso da madeira para construção ou renovação de estruturas zero-carbono, chancelado pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, que criará um grupo de trabalho internacional (“Woodrise Alliance”) para implementação dos objetivos do acordo.

Ana Luiza Daripa, diretora de Novos Negócios da Amata

Na linha de frente do grupo de 15 pessoas que irá à França, a empresa florestal Amata planeja trazer na bagagem conhecimento técnico que possa ser aplicado no Brasil. A empresa irá apresentar no evento, ao lado do escritório de arquitetura Triptyque, detalhes de pesquisas realizadas ao longo de dois anos e que devem orientar a definição de novas estratégias de negócios da empresa. “Acreditamos que é preciso gerar valor para toda a cadeia a partir da floresta. A madeira vem sendo apontada como uma matéria-prima viável para a construção civil em larga escala e estamos nos preparando para nos posicionar nesse mercado no Brasil”, afirma a diretora de Novos Negócios da Amata, Ana Luiza Daripa.

Na delegação brasileira, também estará o vice-presidente da Área de Desenvolvimento Técnico do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado do Paraná (Sinduscon-PR), Euclesio Manoel Finatti. Coordenador da Comissão de Estudos da ABNT para o desenvolvimento da norma técnica para o sistema construtivo wood frame, Finatti irá acompanhar o grupo e pretende conhecer de perto a realidade dos países de primeiro mundo e trazer um pouco dessa experiência para o grupo que vem desenvolvendo o trabalho da norma e do fortalecimento desse tema no Brasil.

1º Congresso Mundial de Construção Civil em Madeira – WoodRise
Bordeaux – França
De 12 a 15 de setembro
http://wood-rise-congress.org/

Por Juliane Ferreira para o Portal Madeira e Construção
Fotos divulgação Amata

Compartilhe
Voltar para Notícias

Cadastre seu email e receba nossa newsletter