Ebramem discute construção e sustentabilidade

9 de março de 2016

Prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet, abriu o evento que segue até sexta-feira

O XV Ebramem (Encontro Brasileiro em Madeiras e em Estruturas de Madeira) – inicia nesta quarta-feira, 9, e segue até o próximo dia 11, no Parque Barigui, em Curitiba (PR). Com o tema “Madeira para a construção no Brasil – Tecnologia para minimizar impactos ambientais”, o evento reúne cientistas, especialistas, estudantes e empresários para discutir a importância do uso da madeira na construção civil e os benefícios para a sociedade, abrangendo ganhos em sustentabilidade, eficiência energética e segurança.

O encontro é promovido pelo Instituto Brasileiro da Madeira e das Estruturas de Madeira (Ibramem) e da Associação Paranaense de Empresas de Base Florestal (Apre) e ocorre paralelamente a uma série de outros eventos nacionais e internacionais que tornaram Curitiba a capital internacional da madeira, entre os dias 6 e 11 de março.

O prefeito da cidade, Gustavo Fruet, celebrou a realização do evento na capital paranaense. Para ele, o encontro está intimamente ligado à vocação curitibana para a sustentabilidade e alinhado ao ambiente econômico do Paraná que possui inúmeras indústrias e empresas desta cadeia produtiva, além de vasta pesquisa acadêmica sobre o tema.

Fruet afirmou que Curitiba tem buscado ampliar o uso da madeira nos projetos e obras públicas, em diversos aspectos. “Temos iniciativas no âmbito da habitação popular, como projeto instalado recentemente no Boqueirão, que prevê aproveitamento da energia solar e tem a madeira como um dos principais materiais. Embora o custo seja um pouco maior em relação aos sistemas tradicionais, essa diferença se justifica pelos ganhos em termos da sustentabilidade”, afirmou.

Entre os benefícios apresentados por esse sistema construtivo, destacados durante a cerimônia de abertura, estão a fixação de gás carbônico nas construções, a renovação de áreas de floresta plantada e produção de oxigênio, a larga utilização de mão de obra na cadeia produtiva com geração de emprego e renda. O uso da madeira na construção também promove ganhos econômicos e ambientais uma vez que há uso dos diversos resíduos do processo produtivo na própria indústria para a geração de energia e fabricação de outros produtos para várias finalidades. Destaca-se ainda a baixa dependência de insumos e matérias-primas importadas, o que torna menos custoso o sistema e fortalece a economia nacional.

Para conferir a programação completa do evento acesse: www.ebramem.com.br
Por Karla Losse Mendes para o Portal Madeira e Construção

Compartilhe
Voltar para Notícias

Cadastre seu email e receba nossa newsletter